Este blog está associado ao Google+:

Este blog está associado ao Google+
(Clique no link acima para ter acesso ao G+)

sábado, 21 de dezembro de 2013

Estamos de férias...até breve, amigos!





"Voa um par de andorinhas, fazendo verão...
Vontade de mudar de camisa, por fora e por dentro... Vontade.. para que esse pudor de certas palavras?...vontade de amar, simplesmente."

Mário Quintana



E assim as andorinhas Ghost e Bíndi...estão voando pras suas férias, para encontrar na paz do descanso mais inspiração e energias e voltar com malas cheias de carinho para compartilhar com todos os amigos e amigas do blog.
Saímos hoje de férias do blog, voltaremos no próximo ano, e desejamos a todos um verão feliz e prazeroso...seja trabalhando, seja descansando, que a vida lhes transcorra em doces dias! Todos os comentários feitos em nossa ausência serão respondidos na volta.


E nós...bem...estamos saindo de mansinho, deixando a todos vocês nossos beijos e abraços carinhosos.
Até logo, queridos! Vamos amar.



Ghost e Bíndi

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

O FIM DO MUNDO



Jornais
The New York Times
O MUNDO VAI ACABAR

Observatore Romano
MUNDO ACABA OUTRA VEZ

Times (Londres)
RAINHA TEME VER DIANA DEPOIS DO FIM DO MUNDO

El Pais (Madrid)
SE HA GOVERNO NO OUTRO MUNDO, SOMOS CONTRA

Diário de Lisboa
LEIA AMANHA COMO O MUNDO ACABOU HOJE

Jornal da LBV
JESUS CRISTO VOLTA HOJE

O Globo
GOVERNO ANUNCIA O FIM DO MUNDO

Jornal do Brasil
FIM DO MUNDO ESPALHA TERROR NA ZONA SUL

Folha de São Paulo
(ao lado de um imenso gráfico) SAIBA COMO VAI SER O FIM DO MUNDO

O Estado de São Paulo
CUT E PT ENVOLVIDOS NO FIM DO MUNDO

Tribunal de Alagoas
DELEGADO AFIRMA QUE FIM DO MUNDO SERÁ CRIME PASSIONAL

Estado de Minas
SERÁ QUE O MUNDO ACABA MESMO?

Jornal do Comercio
JUROS FINALMENTE CAEM!

Jornal dos Sports
NEM O FIM DO MUNDO SEGURA O TIMÃO

Correio Braziliense
CONGRESSO VOTA CONSTITUCIONALIDADE DO FIM DO MUNDO

Gazeta Mercantil
DECRETADA A FALENCIA DO FIM DO MUNDO

Jornal da Tarde
FIM DO MUNDO. E DAI?

Gazeta Esportiva
TIMÃO DESFALCADO PARA O FIM DO MUNDO

Folha Universal (do Bispo Edir Macedo)
PAGUE O DIZIMO ANTES DE PARTIR

Revistas

Veja
EXCLUSIVO. ENTREVISTA COM DEUS
- Por que o apocalipse demorou tanto
- Especialistas indicam como encarar o fim do mundo
- Paulo Coelho: "O profeta viu o fim do mundo e chorou"

Nova
O MELHOR DO SEXO NO FIM DO MUNDO

Playboy
NOVA LOIRA DO TCHAN: UM APOCALIPSE DE SENSUALIDADE

Info (Exame)
100 DICAS DE COMO APROVEITAR O WINDOWS THE END!

Época
ATE O FIM DO MUNDO SUA REVISTA "EPOCA" ESTARA CUSTANDO apenas R$ 2,80

Guia de Programação NET
EXCLUSIVO: O FIM DO MUNDO NA GNT

Isto é
ADAO E EVA ACABARAM

Sexy
COMO TRANSAR NO ALEM

Super Interessante
DO BIG BANG AO FIM DO MUNDO

Casa Claudia
COMO DECORAR A SUA CASA PARA O FIM DO MUNDO

Diário Oficial (Campinas)
PREFEITO DESAPROPRIA BARRANCO PARA MORRER ENCOSTADO

Diário Oficial da União
PRESIDENTE FAZ A SUA ULTIMA VIAGEM

Diário Oficial da Justiça
SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL CONDENA O FIM DO MUNDO

Diário do Congresso
ACABOU A MAMATA

domingo, 10 de novembro de 2013

Sabedoria irlandesa...


A Madre Superiora de uma congregação irlandesa, com seus 98 anos, estava em seu​ ​leito de morte.
As monjinhas a rodeavam, tentando tornar cômoda sua última viagem.
Deram-lhe leite quentinho, bebeu um gole e não quis mais.
Uma monjinha levou à cozinha o copo de leite. Nesse momento recordou que havia na
​ despensa uma garrafa de whisky irlandês que lhes haviam dado para o Natal, e pôs uma
​ ​boa dose no leite.
Voltou ao leito da superiora e aproximou o copo da boca.
A superiora bebeu um golinho, depois outro e antes de que se dessem conta, tomou​ ​até a última gota.
As monjnhas lhe disseram: "Madre, dê-nos uma última palavra de sabedoria antes de morrer"
Com um último esforço, levantou-se um pouco e lhes disse:

"Não vendam essa vaca".


Postagem:  Bindi

(Desconhecemos a autoria...)
♥ . .))(
♫ .(ړײ) ♫.
♥ .«▓» ♥.
♫ ..╝╚.. ♫

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Como tocar piano



Aprender, dedicar-se com afinco

Até que um dia aprendamos o toque de uma bela canção


Assim trilhamos nossos dias na Terra
Sob os sóis de cada amanhecer

Cantamos e choramos juntos
Servimos aos nossos queridos próximos

O tempo nos ensinou que todos eram da mesma família
Então expandimos nosso amor ao mundo

Sempre juntos, enquanto as notas saíam do coração
Tivemos tempos de lágrimas e dores profundas

Até que crescemos com a alma
Nos libertamos de conceitos e sombras

Fomos irmãos, fomos amigos, fomos amores
Fui seu desafeto, confidente, fostes minha estrela na noite

Por quantas vidas eu te falei "te odeio, te amo"
Por quantas saudades meu coração te chamava

...e hoje aqui estamos, olhamos pra mãe amada
A saudade bate fundo, precisamos repartir do que alcançamos

Sob o manto do amor novamente, nos uniremos em paixão
Serviremos com o afeto iluminado dos que amam a todos

Mas seremos o norte de referência, livres dos egoísmos do amor,
livres como pássaros presos no ar...voando fora do bando
Vem amada...vamos buscar mais paz.

Vamos novamente tocar o piano do amor
Em bemóis e sustenidos, até que a canção da luz cresça em nós, numa melodia divina

Novamente plantar no solo fértil a semente mais rara do porvir, que nascerá para o jardim da coletividade do Amor.

Dá-me tua mão, pois teu coração já o tenho n'alma.

Ghost


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Recomeçando



Como eu poderia querer te deixar?!

Estou lutando ainda para entender e me encontrar,
Agora é mais difícil, pois não te tenho!!!
Mas sei que a vida segue...conquanto de outra forma.

Meu Amor é real, pois o sinto 
a cada instante de saudade;
As lágrimas também são verdadeiras...
Tem sido muito difícil, ainda!!!

Mas agora sei que é eterno,
Sei que estaremos juntos...sempre!!!

Recebo tua tristeza e teu Amor,
Te peço...não chores mais...siga em frente...
Ainda iremos nos encontrar...espere o tempo de Deus!!!

O tempo que passamos juntos 
não nos preparou para este momento
Não pudemos nos despedir...
mas sei que em teu coração percebes
Que a ligação que tivemos e temos, continua
E que podes me ver na tela de tuas memórias
Mesmo que teus olhos não mais me enxerguem.

Prepararei aqui o lugar para te receber, como sempre sonhamos
Estou amparada entre aqueles que são nossos irmãos de alma
Percebo a diferença dos planos, na nitidez de meus sentimentos
Trouxe apenas eles na minha bagagem...nada de glórias, nada de bens
Somente o que no plano que deixei vivi e amei
Faz parte de meu enxoval para a nova vida.

Por isso, amado meu, prepara-te com esperança e fé, 
Cultivando a alegria e um coração sereno
Isto nos ligará ainda mais, e sinalizará o caminho
Que te trará de volta a mim, na hora de me nos reunirmos

Nunca duvides do meu amor,
Ele esta aqui...como sempre esteve...e sempre estará,
Por isso o sentes tão forte...sempre te amei,
Temos os séculos por testemunha!!!

O que hoje parece o fim...
Amanhã nos será luz...

Precisamos seguir, pois só assim mereceremos esse Amor...
Não esqueça de mim...
Saberemos plantar o nosso amanhã feliz!!!

Agora compreendo que trazemos somente o que sentimos na alma,
Ainda há muito o que compreender...
Mas já vejo o nosso amanhã...
Espera o tempo de Deus!!!

Preciso que vivas sem jamais perder a fé...
Plantarei um jardim, com as flores da saudade de ti...

Até que sequem as lágrimas da saudade,
Me bastará essa certeza do amanhã.

Bíndi

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Recomeçar



É tão triste olhar o sol nascer e saber que não voltarás.

Em cada minuto dos meus dias tenho lutado para suportar a dor da saudade e do vazio que deixaste em mim.

Ainda vejo-te correndo para os meus braços, ainda ouço o teu sorriso, ainda percebo o teu cheiro...

Ainda ligo o carro para ir ao teu encontro, ainda compro presentes para ti, ainda chego em casa pensando que vou te abraçar!

Tenho caminhado muito e sem rumo certo...tento aliviar o vazio que sinto sem ti...tento sufocar esse grito que corrói a alma e o coração...sinto que por vezes não vou aguentar seguir vivendo sozinho.

Você não me avisou, eu não estava pronto...ainda não posso aceitar.

Tenho momentos de esquecimento de mim, nesses momentos posso perceber teu corpo presente, mas logo as lágrimas me alcançam pois descubro que não estás mais aqui!!!

Os amigos me chamam para sair...mas não tenho forças...não tenho vontade...não tenho mais motivos para querer sorrir.

Sinto teu amor;

Nossos planos, nossos sonhos...nós...!!!

Preciso do teu amor em minha vida, sempre estivemos juntos, 
sempre pude te proteger de tudo, me sinto impotente, é como se eu tivesse ido contigo...
é como se parte de mim tivesse deixado de existir.

Preciso aprender a viver com o que restou de mim...

                                                                                                                            Ghost

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Missão de amor



A nave se aproximou deste planeta 
Percebi os seres que nela habitam 
Não me viam, mas aproximei-me deles

Eu via suas faces e percebia os pensamentos 
Todos absurdamente dormindo para a realidade 
Pensando coisas nefastas e inúteis

Em nenhuma mente que observava percebia bons fluidos de amor 
Eram ortodoxias que fulminavam o entendimento do que são 
Ao menos sentiam os fluidos que eu lançava sobre seus corações

Mas de súbito senti algo diferente ao meu redor 
Como uma energia que me atraía naquela direção 
Aproximei-me, meu corpo menos denso ia ficando visível

Começaram a me notar, assustados começaram a gritar em uivos desesperados 
Pensei em sair logo do lugar, mas a energia me atraía cada vez mais 
Consegui me mover para o alto, então pude ver a luz que me atraia

Lancei-me então na direção, deparei com um ser que não pensava como todos 
Tímida mulher, doce e gentil, se sentia sozinha...então puder ver seu passado 
Identifiquei a alma que por tantas vidas me acolheu

Entendi a missão que me foi destinada 
Aos poucos ela me percebeu, após o susto, me perguntou: "quem é vc" 
Mudamente lhe falei ao pensamento: "sou parte de vc"

Seus olhos lacrimejaram, mas sem entender o que acontecia fechou a tela mental 
Pensou estar sonhando acordada 
Fui instruído para não intervir, mas não podia seguir adiante sem lhe dizer o quanto a amo

Foi então que me aproximei dela, sem tocá-la, falei ao seu doce coração: 
"Por muitos mundos andei, separado de você, agora reencontrei aquela que me fez ver a luz, o carinho e amor que me ofertaste foi a diferença de séculos entre sombra e luz que me fez acordar"

Sem entender o próprio pensamento, ela pensava estar inspirada, então lhe beijei a face e ela sorriu

 ...hoje volto aos seus braços, luz de amor em minha existência, a saudade me fez ficar, me carrega em teu colo de mãe.. 
                                                                                            
                                                                                          Ghost 



 Não te vi chegar...não sabia que estava ali 
o destinatário de todo o meu amor 
Guardado entre as eras, meu coração te reconheceu 
Mesmo sem ver o teu corpo 

 Teu sussurro de amor atravessou séculos 
para me encontrar justamente aqui
 Entre as sombras de uma terra árida 
onde nunca me senti à vontade 

 Mas quando te encontrei 
soube que eras meu querido... 
e vinhas completar a missão que escolhemos juntos: para sempre nos amar. 

                                                                                             Bíndi


terça-feira, 6 de agosto de 2013

Ensaios de Luz


Ensaios de Luz

Por entre as sombras da vida caminhaste
Elevaste tua consciência ao estado de prematura luz
Ainda buscas o entendimento que te parece saudável

As promessas que aprendeste de paz e amor, hoje de nada te adiantam
Teus princípios ultrapassados num mundo de frieza e competição
Perguntas que não se calam dentro do peito

Veja porém, que direção segue a noite, até encontrar o amanhecer
Venham tempestades, tenha frio
Por entre nuvens e estrelas

Assim é, ser amado
Só reconhecerás o belo e a paz, se venceres as adversidades da vida
Não tente portanto convencer ao mundo, vença-se para o dia da alma

Estranhas tanto as diferenças humanas
Entenda que eles tb são viajantes em busca da luz
A razão e o sentimento, são ingredientes do Amor Maior.

Enquanto te faças pranto, recolhe o exemplo dos que não sabem chorar
Cultiva a alegria íntima, por um esforço no sorriso fraterno ao necessitado de Amor
O que agride te pede amparo, a sombra se abriga na luz

Perdidos do Amor, Vampiros consciênciais, Lobisomens de outrora
Emergentes libertos de Magos Negros
Abriga-os na mão que já podes estender por paciência e compreensão

Diante da razão somos tal qual crianças, diante do primeiro conhecimento
Gritamos ao mundo, num enlevo de contemplação interior da alma
Mas nos curvaremos diante da mão materna que exemplifica o Amor

Te elevarás nos campos terrenos, sem entenderes as razões do útil de Deus
E virá a oportunidade do servir, a vida te pedirá compreensão
Experiêncía o estender da mão, te elevarás com a lágrima que secares

Alcançarás as primeiras nuances consciênciais do intuitivo
Sintonizarás as estações da paz
A oração será então o teu sentimento automatizado e silencioso


Ghost


quarta-feira, 31 de julho de 2013

Alma-Mãe


Alma-Mãe

Mãe, que me deu o pensamento
Que me ofertou os sentimentos
Que fez de mim, parte de si
Mãe sublime, que guarda a divindade viva em sua luz

Nave-mãe de meu espírito tão pequeno, necessitado de teu colo e abrigo
Querida fonte de mim mesmo, sou um pedacinho pequeno de teu imenso amor
Luz divina, de teu útero nasci
Me ofertaste irmãos queridos, separados  pelo tempo e pela distância

Irmãos que reconheço no olhar, no afeto dos sentimentos que se afinam
Mas de tudo que sou, querida mãe...não supre a solidão e a saudade do lar
Multidões não me domam o coração, teorias não explicam tua origem
Mas meu coração te sente como a fonte de mim mesmo

E ao visitar-me anjo amado, trazes nos olhos de mulher...o amor que me faz voar e sorrir
Esperança que se renova em minha milenar existência
Abraço caloroso que me faz derramar o pranto dos que amam
Me dá tua pele e teu corpo em forma feminina, te faz canção e poema pela voz dum lindo amor

Então meu coração voa...te dedico em declaração sublime, meu destino, meu princípio e meu fim
"Junto a ti alma querida, encontro a luz dos sonhos meus, dos encantos que procurei, trazes em tesouro mais raro...o amor dos dias meus, mandaste um pedacinho de ti para mim, como quem diz: venha unir-se em mim...
No andar, na fala e no carinho, sei que és tu que me chama e guia, querendo mais amor, querendo mais luz, me espera para subir ao absoluto encontro com a criação.

Sob a emoção de teu lindo olhar me calo em pranto poético, abraçando teu coração e dizendo-te no silêncio duma canção: Sou teu filho, sou você, unindo nossos laços eternos pelo amor doutra partícula de tua essência, entrelaçada pelos laços invisíveis da atração dum homem  pela mulher que me domina o coração, sem nada dizer, senão: sou parte de vc e seguimos para nosso lar num amor eterno, além da vida, do corpo, do sexo, do tempo...só por amor...vem buscar-nos, mãe...somos teus."

Ghost

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Oração de Amor








O meu amor por você é como uma oração, que se faz de alma para alma...

Para orar e para amar, não precisamos de palavras...

Pra amar você, só foi preciso conhecer você

E pra conhecer você, a vida me levou pela mão por misteriosos caminhos

E desde então, onde eu estiver, você estará também

Entrelaçada tua vida em minha vida, teu corpo em meu corpo, teu coração com o meu

E um dia, quando nossas almas voarem livres pelo universo,

Onde você estiver eu estarei, pois como te prometi um dia,

sou e sempre serei o teu eterno amor.


N E O Q E A V



Bíndi




(Para Ghost)



sábado, 6 de julho de 2013

Mil Anos Depois


Já não vemos mais uma Terra cheia de carros, poluição e barulho, por incrível que pareça a humanidade após quase se destruir, achou o caminho de evoluir sem involuir-se nos costumes da convivência.

A terra não tem mais tantas palmeiras nem sabiás, e as aves não gorjeiam mais como antes...o que se foi, nunca mais será o mesmo, mas fazendo não um novo fim, mas um novo começo, a humanidade descobriu algumas verdades muito óbvias, como dividir as riquezas, oferecer os mesmos recursos de saúde para todos, como criar leis mais justas e igualitárias, como aplicá-las de forma justa.

Não mais somos uma nação humana de hipocrisia, mas de união fraterna, embora nossa água seja racionada, e nossos animais estejam em extinção.

Para isso muito foi mutilado, muitos tiveram de morrer, o sangue foi o adubo de terras que hoje são campos férteis que alimentam milhões...

Mas na sabedoria do tempo, soubemos usar do conhecimento q nos foi dado antes, mas mal usado pelos corações duros que o empunharam; fizemos da terra seca o nosso pão, esperando que a natureza nos devolva o que dela tiramos. E como uma mãe, ela nos compreende, e nossos anos tem sido menos duros, pois ela agora recebe amor e cuidado, transformando o sangue derramado, em semente de paz.

Mas esta mudança não se deu nos corações duros, que continuaram sua jornada tão soberbos como sempre, mas nos corações mansos que abandonaram sua mornidão e lutaram bravamente por um mundo menos injusto...empunharam não a espada da língua ferina, mas o cinzel que molda os mais belos gestos de respeito à vida, envolvendo-se no mundo com ações de civilidade e respeito ao próximo e à natureza.

Após sofrermos com a possibilidade da extinção, compreendemos finalmente, que o Amor pode nos evoluir entre tecnologia e fraternidade.

E os bons dominaram a Terra, pois na dor, só o Amor conforta. Não mais vistos como cordeiros de presépio, humilhados e tratados com desprezo por seu respeito pela paz, uniram-se ao perceber que são fortes juntos, como um rebanho não de ovelhas descerebradas, mas de aspirantes a anjos que desejam fazer algo pela terra que sempre os alimentou e acolheu...

Ghost & Bíndi


sábado, 29 de junho de 2013

Eri



Eri

De que adiantou eu resistir tanto
Não bastasse a atração que me movia pra você
Em cada frase você me cativava mais e mais
Eu percebia que éramos laranjas do mesmo pé

Ao ver seu rosto pela primeira vez, algo aconteceu em meu coração
Minha alma já não percebia o cotidiano, queria voar para longe, num país de sonhos
Pois eu percebia em teus olhos a paz que sempre busquei
Teus costumes e teu jeito de ser eram como um ímã que se colava ao meu ser

Meus poemas se fizeram lamentos de saudade, como a recordar nosso antigo amor
Eu só tinha as recordações contidas nos escaninhos de minha memória adormecida
Com a alma presa num corpo fisico, não podia reconhecer a companheira que se mostrava
Mas os laços eternos de nosso amor nos uniam pouco a pouco, eu não tinha como evitar

Falei de amores idos, de um tempo eterno que marcava meu coração
Da saudade que insistia em me visitar, como lembrando inconscientemente dum amor de alma
Assim, desde antes de falarmos um com o outro, já eras a minha inspiração
Em versos eu te chamava, em canções de amor eu te esperava

Era como um amanhecer de primavera, entre as flores dum jardim
Minha inspiração voava ao infinito...visitando a fonte de nossa origem
Motivo dos meus vôos de alma e coração, rumando ao infinito do tempo que nos une
Fogo ardente em meu amanhecer, sonhos da madrugada, sem entender do porquê já te amava

A força da atração me prendeu ali, te esperava...
Sem saber, você também me olhava
Assim, no silêncio de dois corações irmãos...nos encontramos num momento sem fim
A união se fez automática, como se nada antes existisse além de nós

Hoje sei que sempre estivesses nas letras que escrevo
Nas canções que cantava silenciosamente em segredo
Você sempre esteve em meu sorriso, em meus dias de olhar perdido no horizonte a buscar
Nunca estive feliz longe de você, hoje posso dizer que encontrei meu sonho de amor

Vamos ao infinito, com toda a esperança de um amanhã eterno...sempre juntos
Não percebemos o tempo, pois sabemos que o temos para sempre
Parte da minha fonte, nos separamos e trilhamos séculos distantes
Ascendemos hoje, já reunidos pelos laços que nos farão um só ser.

De tudo que sinto, não encontro palavra nem música que defina
Mas posso dizer-te do que encontramos de mais nobre na Terra
Expressando como um símbolo de tudo que nos une:
Amor!


Ghost



Eri:Japonês:Abençoado Prêmio.


sábado, 22 de junho de 2013

O Pássaro Azul



O Pássaro Azul

 Há um pássaro azul cantando em mim.
Maravilhada, escuto-o cantar horas sem fim
Nas vezes, no entanto, que minha razão por ele buscou
O esquivo pássaro voou, voou, voou.

Por qual motivo escapa assim de minhas mãos
O pássaro que em minha alma fez seu ninho?
Escolheu tal domicílio por motivos vãos?
Não tratei-o porventura com especial carinho?

Respondeu-me então a ave - A ti não vim para trazer felicidade;
Sinto decepcionar-te, se foi isto que pensaste ouvir em minha canção.
Sou apenas meio, instrumento, alavanca, na verdade
Se a ti fui designado, foi para te servir de inspiração.

No tempo certo, quando para tal estiveres com preparo
Ouvirás à volta de ti o eco de meu canto raro.
Teu ouvido, já sintonizado ao som sublime do meu diapasão
Descobrirá o som do pássaro azul em outro coração.
 
                                  


                                               Bíndi



sábado, 15 de junho de 2013

Ser melhor...Ser.


Não fique assim por ter "perdido" a competição...Qual é mesmo o objetivo de competir? De ganhar? "Ser melhor"?
Você não é e nem se torna melhor por exibir um prêmio ou medalha...eles são apenas símbolos de um julgamento feito por outras pessoas, que estabeleceram parâmetros conforme suas próprias vivências e saberes, no mais das vezes maliciosos e viciados por rasteiros interesses.  Tanto é que existem os Jogos Paralímpicos, com parâmetros bem diferentes, pois os competidores não poderiam chegar ao mesmo resultado que os outros...Estabeleceu-se um local para que os "perdedores em potencial" também possam competir, também possam participar da voragem por medalhas que, obviamente, essas pessoas não necessitam, ninguém necessita.

Por que submeter tudo à competição? A imagem de paraíso que fazemos corresponde e um lugar de harmonia e paz. Por conseguinte, um lugar onde não há discórdias por nos acharmos melhores que ninguém, ou desejarmos ter mais que os outros, onde se é, apenas é. Como vamos "treinar" para este mundo se aqui achamos que tudo é questão de ganhar ou perder? Exercitar-se fisica e mentalmente é ótimo...mas bater-se uns contra outros é o avesso da irmandade. É Caim contra Abel, sempre, sempre, sempre...

Até mesmo nos esportes, como o futebol...o que é o futebol hoje, senão um grupo de gladiadores modernos e mercenários, que usam seus corpos contra os corpos de outros gladiadores como eles, não por gostarem de jogar, mas por dinheiro e fama? Emaranhados nos conceitos de vitória e derrota, torcidas trucidam-se mutuamente...
Nas escolas, ensinadas desde cedo a gostar de competir, seja no que for, crianças saem frustradas por não serem vencedoras, esquecendo-se de cultivar seus próprios dotes e habilidades, que nem sempre são passíveis de serem dispostos em "competições". Sim, há algo em nossas almas que não precisa ser considerado campeão disso ou daquilo...temos virtudes, habilidades e qualidades que não necessitam ser expostos em ringues e receber faixas douradas de um mundinho mesquinho e mercantilista, que com sua hipocrisia carimba uns de vencedores e outros de perdedores, sem autoridade alguma para isso.

Na verdade, todo o esporte de competição é um erro de interpretação. Toda competição é equivocada, pois nos remete a uma dualidade vencedor-perdedor que não precisaria existir entre seres fraternos. Enquanto alguém se considerar melhor que o outro, vencedor, haverá o pior, o perdedor. Por que precisamos disso? Não é suficiente sabermos que cada qual é único, e portanto não pode ser comparado, muito menos julgado? Nem os grandes Mestres nos julgam...deixam-nos viver,  não escolhem vencedores, apenas nos orientam a amar, sobre todas as coisas...e para merecer o Amor, não precisamos apresentar um diploma, uma medalha, uma taça. O Amor... só requer uma alma.

Bíndi

"É importante entender que o Buda não atingiu a iluminação porque estivesse tudo muito fácil, mas sim porque as condições em volta eram muito exigentes. Ele só atingiu a liberação porque foi capaz de ultrapassar suas próprias aflições.

Ao olhar os seres presos em coisas limitadas como campeonatos de futebol, profissões, pós-graduações, o Bodisatva sorri e tenta ajudá-los, de modo que ampliem suas próprias visões. O Bodisatva não diz que estamos perdidos, que não temos a natureza última; pelo contrario, mostra que não há solidez na prisão, que nossa natureza é livre e ilimitada, e que, portanto, podemos ultrapassar as flutuações e o sofrimento."

°°Lama Padma Samten°°